5 tendências para empreendedores ficarem de olho em 2020
5 tendências para empreendedores ficarem de olho em 2020

5 tendências para empreendedores ficarem de olho em 2020

As festa de fim de ano já passaram, e agora é hora de olhar para o novo ano que começou. O que ele reserva? Quais são as expectativas do mercado? E como a sua empresa vai se preparar para atendê-las?

A nossa realidade muda cada vez mais rápido. Práticas comuns na década passada hoje são vistas como obsoletas. A forma de fazer negócios mudou muito - e vai continuar mudando! Nesse cenário, manter-se atualizado e à par de novidades e tendências é mais do que “entrar no hype”, é garantir a sobrevivência do seu negócio. 

É por isso que, hoje, listamos 5 tendências que você precisa ficar de olho para 2020!

Mais conexão, menos compulsão

Já falamos aqui sobre uma mudança no comportamento de consumidores, principalmente os mais jovens, que compram mais do que um produto: eles compram uma causa. Essa tendência não só vem com mais força em 2020, mas ela também está tirando o lugar daquelas compras por impulso.

Os dias de “shopping therapy” estão contados! Agora, os consumidores estão mais conscientes, de olho no desperdício e no que as marcas têm a oferecer em termos de causas sociais e ambientes. Eles querem um conexão com aquilo que sua empresa fala. E como empreendedor, você precisa alinhar os objetivos da sua empresa aos de seus consumidores

Startup de Nicho

Em 2020, as startups não vão diminuir nem um pouco o ritmo, a previsão é de crescimento. Mas as apostas mais certeiras não serão nos grandes mercados, mas sim nos nichos e nos cantos ainda pouco explorados do mercado

Brad Keywell, CEO da empresa Uptake e eleito Empreendedor do Ano em 2019, reforça essa ideia ao dizer que “empresas como a Amazon conseguem entregar valor para audiências massivas, mas são os nichos que elas não atendem que guardam as reais oportunidades para empreendedores, que podem ser mais flexíveis e agir rapidamente”.

Isso significa que você precisa olhar para os lugares onde ninguém (ou quase ninguém) está olhando e identificar quais oportunidades existem ali para o crescimento de seu negócio. 

Tecnologia e criatividade como aliadas

Foi-se o tempo em que pessoas criativas e artísticas não se davam bem com matemáticos, engenheiros e programadores. O futuro agora é a cooperação entre o que até então eram considerados dois lados opostos.

Muitas pessoas com grandes ideias podem encontrar dificuldades em tangibilizar suas criações. E, por vezes, excelentes programadores, analistas de dados e pessoas do universo quantitativo têm dificuldade para vender uma ideia.

Esse parceria tem espaço para que ambos os lados brilhem e mostrem seu talento na hora de um pitch ou em uma estratégia de vendas.  A aliança e confiança mútua entre esses dois perfis tão conhecidos de empreendedores só tende a gerar frutos positivos em 2020. 

Otimização de Processos > Gerenciamento de Risco

Nós começamos esse artigo falando sobre as rápidas mudanças do mundo, e elas valem tanto para inovações e evoluções quanto para riscos e instabilidades. Por isso, a tendência que tem maior força entre empreendedores do mundo inteiro para 2020 é a de “play it safe”, evitar riscos desnecessário e focar na otimização.

O líder de Growth Market da empresa americana EY, Lee Handerson, diz que em 2020 “empresas precisam olhar para contratos, custos e operações para criar uma confortável eficiência, mas elas ainda podem olhar para áreas de inovação e crescimento”. Ou seja, evitar grandes riscos não significa deixar de crescer e inovar. 

Inclusive, de acordo com uma pesquisa da mesma empresa, enquanto apenas 19% dos líderes de grandes negócios procuram oportunidades de crescimento, 67% dos empreendedores acredita que 2020 será um ano otimista para explorar novos mercados. Ainda há otimismo no ar, ele só precisa ser explorado com mais cuidado. 

Pequenas empresas, grandes pessoas

A última tendência para 2020 tem a ver com a equipe. Durante o ano de 2019, vimos o crescimento da tendência de humanização das relações no ambiente corporativo e da valorização dos funcionários.

Se por um lado, grandes empresas estão olhando mais para suas equipes e fortalecendo laços, startups e soluções dentro da economia criativa precarizaram esta mesma relação. 

Mas para 2020, a tendência é que pequenas empresas adotem as mesmas práticas de gerenciamento e valorização de equipe que as grandes implementaram nos anos mais recentes. Pessoas continuam sendo o que há de mais valioso em uma organização, e empreendedores estão enxergando cada vez mais o valor de ter uma equipe diversificada e motivada. 

Essas são as tendências que nós, da CambioReal, também ficaremos de olho para 2020! O que você achou das nossas escolhas? Quais delas a sua empresa já colocou em prática? Conte para nós nos comentários e fique ligado para os próximos artigos!