CambioReal - Diferenças Entre Empreender No Brasil E Nos Eua
Diferenças entre empreender no Brasil e nos EUA

Diferenças entre empreender no Brasil e nos EUA

Conforme já falamos aqui no Blog, muitos brasileiros estão indo para os EUA em busca de empreender, inclusive citamos histórias inspiradoras de quem fez e faz sucesso com seu negócio próprio no exterior. Agora, conheça as principais diferenças da cultura empreendedora entre os países e no que elas podem te agregar.

O preparo para empreender

As diferenças começam muito antes da abertura de uma empresa. No Brasil, nós crescemos com a ideia de que precisamos buscar um emprego que nos ofereça estabilidade financeira. A visão dos americanos é diferente com relação a isso. Desde cedo os jovens de lá  são ensinados sobre a opção de ter seu próprio negócio, criam uma sensibilidade empresarial.

Luis Novo, CEO da Supernova Labs, conta sua visão após viver 3 anos no Vale do Silício. Ele explica que os americanos buscam se aprofundar no assunto antes de começar em um novo negócio. Além disso, criam um planejamento com etapas bem estruturadas em seus projetos.

Já no Brasil, empreendedores possuem o perfil de começar negócios próprios com pouca ou até nenhuma experiência executiva. Existem pontos positivos e negativos em ambos os lados, tudo é aprendizado.

A cultura de compartilhar

É comum, nos EUA, ver um executivo famoso sentado com seu laptop em uma cafeteria, trocando informações com outro profissional que lhe pediu dicas. Isso ocorre por conta da cultura de colaboração, fortemente disseminada no país. Os autores do livro “The Silicon Valley Edge” citam que esse método é muito utilizado na região e que compartilhar aprendizados é a fórmula para bons negócios.

No Brasil, as pessoas são mais receosas quando se trata de colaboração, temos um perfil mais conservador em disseminar informação ao próximo.  O Vale do Silício é a prova de que trabalhar em conjunto contribui para a criação de projetos impressionantes.  

A visão do “fracasso”

Os americanos enxergam o fracasso de uma empresa como forma de melhorar e evoluir, acreditam que falir uma empresa é essencial para o sucesso da próxima. Existem investidores nos EUA que só aplicam dinheiro em administradores que já tenham fechado pelo menos um negócio, pois dão valor às lições aprendidas com os erros.

Já no Brasil, as pessoas tendem a encarar o fracasso com uma visão diferente, na maioria das vezes há um desânimo para persistir em novas ideias. Em compensação, o brasileiro não mede esforços para começar suas ideias, e tem uma criatividade impressionante em vários ramos.

Inovação, aprendizado e colaboração são palavras-chave da cultura americana, para colocar em prática na sua carreira, assim como a criatividade e simpatia brasileira.

Ambiente de Trabalho

Não é à toa que brasileiros são conhecidos por sua simpatia e bom humor, essa é uma característica também presente no ambiente de trabalho, diferente dos americanos, que não criam muitos vínculos emocionais com seus colegas de trabalho. Os executivos empreendedores dos EUA são mais incisivos, diretos e frios comparado aos brasileiros. Um exemplo disso é a forma de falar com colegas de trabalho, chamando pelo sobrenome aqueles que não são tão próximos. Há uma dificuldade em se criar intimidade.

No Brasil há uma cultura quente, de amizade, as pessoas agem de forma descontraída ao lidar com colegas de trabalho. Isso se torna contraditório no sentido do compartilhamento de aprendizados, uma vez que os americanos possuem esse hábito mais característico em si.

Colocando em prática!

Após entender as diferenças entre empreender no Brasil e nos EUA, absorva o melhor do que cada região pode te oferecer.  Se você já empreende em terras americanas e possui mais informações que não estão neste artigo, que tal compartilhar nos comentários para criar essa troca de conhecimento com amigos leitores? Até a próxima!