CambioReal - Jeff Bezos: Como O Homem Mais Rico Do Mundo Vê Seus Clientes?
Jeff Bezos: como o homem mais rico do mundo vê seus clientes?

Jeff Bezos: como o homem mais rico do mundo vê seus clientes?

Quem é Jeff Bezos?

Os números da Amazon são impressionantes e invejáveis. Atualmente ela é a empresa com maior valor de mercado do mundo, valendo 797 bilhões de dólares. Fundada em 1995, a marca cresceu rapidamente sob o comando de seu fundador e CEO, Jeff Bezos que, junto com sua empresa, ocupa o posto de homem mais rico do mundo. Mas qual é o segredo para tanto sucesso?

Ao longo de sua carreira, Bezos deu inúmeras entrevistas e palestras sobre as principais estratégias da Amazon para crescer e manter-se no topo, mas uma em particular sempre ganhou destaque: o relacionamento com seus consumidores. Esse, de acordo com o CEO, é o fator número um para seu contínuo êxito.

Colocando o cliente em primeiro lugar

A Amazon possui mais de 160 milhões de clientes ativos pelo mundo todo e, mesmo assim, Jeff Bezos não abre mão de um antigo hábito: ler os e-mails que recebe de seus clientes com sugestões, problemas e elogios.

Raramente eles recebem resposta, mas todos que chamam a atenção do CEO são encaminhados para as equipes responsáveis, que devem dar andamento imediato ao problema.

Jeff Bezos justifica esse comportamento com uma cultura que ele chama de “obsessão pelo cliente”. Enquanto algumas empresas tomam suas decisões baseadas na satisfação do cliente, outras focam nas ações da concorrência. Para o CEO, a Amazon sempre será o primeiro tipo.

Mas por quê?

O motivo para isso é muito simples. Na visão de Bezos, empresas que focam no cliente e o escutam estão sempre inovando e criando estratégias de longo prazo, que garantem uma vida longa e próspera ao negócio.

Todos os funcionários da Amazon passam por treinamentos regulares de atendimento ao cliente, independentemente da área em que atuam, para aprenderem a escutar e respeitar a pessoa que é considerada a mais importante da empresa.

Durante muitos anos, inclusive, Jeff Bezos sempre levou uma cadeira vazia a todas as reuniões com investidores e diretores da Amazon. Essa cadeira representava quem tinha mais peso nas tomadas de decisões: o cliente.

A fórmula tem sucesso comprovado e já é possível ver o modelo sendo replicado em algumas empresas brasileiras.

Muitas coisas são perenes, mas o cliente sempre vai estar lá. Uma empresa que foca no cliente está olhando para uma estratégia de longo termo. As necessidades dos clientes podem mudar, mas seu desejo de atendê-las não.