O E virou M! Conheça o M-Commerce que vem ganhando força no Brasil!
O E virou M! Conheça o M-Commerce que vem ganhando força no Brasil!

O E virou M! Conheça o M-Commerce que vem ganhando força no Brasil!

Você sabe qual foi o primeiro item da história a ser vendido pela internet?

Segundo o jornal EXAME, em 1994, o site NetMarket vendeu o primeiro produto online: um CD do cantor Sting. O comprador foi um homem chamado Phil Brandenberger, morador da Philadelphia.

De lá para cá, o e-commerce só cresceu. Tanto que, segundo o Webshoppers, o estudo de maior credibilidade sobre o comércio eletrônico brasileiro e a principal referência para os profissionais do segmento, o E-commerce está ganhando uma nova vertente.

Realizado pela EBIT | NIELSEN desde 2001, o estudo mostra que 58 milhões de consumidores fizeram pelo menos uma compra online em 2018, sendo que 10 milhões desses fizeram sua primeira compra digital no ano.

Mas, o que é o M-Commerce?

São compras realizadas via dispositivos móveis: celulares, tablets, aplicativos. Por isso, se você está no e-commerce, pensar “mobile first” é essencial. Os dispositivos mobile concentram oportunidades para todos os tamanhos de negócio.


O que raios é Mobile First?

Durante muito tempo, o design era pensado exclusivamente para computadores. Com o início da popularização dos dispositivos móveis, passamos a nos preocupar com adaptações direcionadas às condições particulares desses aparelhos. É aqui que surgem conceitos como responsividade, versões mobile de sites, aplicativos, e por aí vai.

Hoje em dia, não é suficiente criar uma adaptação mobile do seu site, é necessário enxergá-la como o principal canal entre sua empresa e seu público. Essa é a premissa por trás do mobile first design, conforme o nome diz: planejar o layout mobile primeiro e, depois, o resto. 


Voltando ao M-Commerce, somente em janeiro de 2019, as vendas via dispositivos móveis representaram 42,8% de todos os pedidos do e-commerce do Brasil. 

Ou seja, quase 50% dos consumidores estão fazendo suas compras de qualquer lugar com uma boa internet. Mais do que uma oportunidade, o mobile virou uma obrigação para negócios digitais.


E quais são os desafios do M-commerce? 

Um desafio é a conectividade: a compra online exige conectividade para acessar a plataforma. Para se ter uma ideia, segundo pesquisa divulgada pela OpenSignal, a velocidade da internet 3G/4G no País é de 7,4 Mbps, quando na Coreia do Sul, bate os 41 Mbps. Internet mais lenta significa dificuldade de navegação e menos dinheiro no seu bolso. 

Outro desafio é criar uma experiência de compra que conquiste o consumidor. Proporcionar ao consumidor uma experiência completa: pesquisar preços, eleger a melhor loja, fazer seu login e realiza o checkout (muitas vezes, com um único clique). Em alguns casos, pode até receber o produto comprado no mesmo dia.

Você pode ter esses e muitos outros dados relevantes baixando o estudo aqui!


Até a próxima!