Prudencio Unanue, o imigrante que investiu 1 dólar e hoje tem um impér
Prudencio Unanue, o imigrante que investiu 1 dólar e hoje tem um império!

Prudencio Unanue, o imigrante que investiu 1 dólar e hoje tem um império!

Como um imigrante espanhol em falência conseguiu erguer uma empresa que hoje é a 2ª maior marca de alimentos dos EUA por sua influência social e apoio à comunidade?

Segundo o próprio site da empresa, em 1936, Don Prudencio Unanue e sua esposa Carolina, que migraram da Espanha para os EUA, deram início a Goya em uma pequena loja na Duane Street, em Manhattan.

Mas, como tudo começou de verdade?

A BBC conta que Prudencio estava completamente arruinado com dívidas até o pescoço, quatro filhos para sustentar e o fracasso de seu humilde negócio de exportação de rádios.

Foi então que um amigo sugeriu que ele vendesse o mais rápido possível um carregamento de 500 caixas de sardinhas do Marrocos.

O atual vice-presidente da Goya Foods, Joseph Pérez, contou que as caixas vinham com uma etiqueta em que estava escrito Goya, e que o nome pareceu perfeito para Prudencio: era simples e fácil de pronunciar em espanhol e inglês. 

Foi aí que ele decidiu batizar como Goya Foods sua nova empreitada comercial e comprou a marca por US$ 1.

Do nada ao tudo.

Naquele dia, nasceu um gigante que hoje fatura mais de US$ 1,5 bilhão (R$ 5,6 bilhões) por ano, de acordo com dados da empresa, e vende alimentos de origem hispânica, como feijão, arroz, carne enlatada e frutos do mar, condimentos, queijo, azeite e até pratos congelados.

Empresa cresceu atendendo a 'nostalgia' dos imigrantes

Após a Segunda Guerra Mundial, uma onda de porto-riquenhos chegou a Nova York para suprir a falta de mão de obra nas fábricas, Prudencio percebeu uma grande oportunidade. Então, começou a importar produtos da Espanha, como azeitonas e azeite, para vender aos imigrantes. 

Até as campanhas de marketing foram cuidadosamente planejadas para atender o gosto de cada comunidade de imigrantes, levando em conta que a comida é uma das maneiras de se conectarem com sua terra de origem.

Hoje, a comunidade hispânica tem mais de 55 milhões de pessoas nos EUA e nos últimos anos, a empresa Goya abriu mais cinco fábricas e centros de distribuição! 

E pensar que ela  já chegou a valer apenas US$ 1.