CambioReal - Três Dicas Para Você Se Dar Bem No Seu Intercâmbio

Três dicas para você se dar bem no seu intercâmbio

Decidir realizar um intercâmbio é um grande passo na vida de qualquer pessoa. Uma viagem a outro país requer planejamento e cautela.

Para jovens de 18 a 26 anos existem diversas opções de estudos. Graduação ou, para quem já é formado, pós-graduação, mestrado ou doutorado. Quem não tem diploma ou não deseja seguir carreira acadêmica, pode fazer um curso de idiomas no exterior, e voltar para o Brasil com um diploma de proficiência em outra língua.

Ainda, para quem passou dos 26, está no mercado de trabalho e tem vontade de fazer um intercâmbio, uma boa opção é um curso de curto prazo próprio para executivos, do tipo MBA. Além disso, há vagas para trainees ou estagiários em grandes empresas lá fora, onde o profissional pode exercitar outro idioma e voltar para o trabalho ainda mais capacitado.

Escolhemos três dicas para que você não passe por apuros nos Estados Unidos. Confira:

Pesquise com calma as opções: saiba tudo sobre os destinos (país, estado e cidade para onde pretende ir), a instituição de ensino e o curso pretendido. Tudo isso para que o estudante não seja surpreendido com informações desconhecidas quando já estiver lá.

Escolha com cuidado onde você vai morar: decididas a cidade e a instituição, é hora de escolher o tipo de moradia. Em pacotes fechados de empresas particulares, você encontra a opção de morar com uma família no outro país. Essa é a alternativa mais barata, que o ajudará a praticar o idioma e conhecer melhor a cultura. Porém, o estudante terá de respeitar os costumes e horários da “nova” família, o que restringirá um pouco a sua liberdade.

Os alojamentos são moradias divididas por vários estudantes de vários países e cursos diferentes. São, muitas vezes, fornecidos pelas próprias universidades onde os estudantes estão fazendo intercâmbio e, por isso, ficam próximos a elas (para que o aluno não tenha de gastar com transporte).

Tenha foco: ao traçar os rumos de seu intercâmbio, o estudante deve lembrar que irá deixar para trás, por um bom tempo, família, amigos, namorada (o) e seus hábitos. A partir de então, estará em contato com uma nova cultura, a qual deve respeitar e aceitar, por ser ele o estrangeiro, e não o contrário. Assim, o jovem aproveitará melhor essa experiência incrível que viverá, de onde voltará mais maduro e responsável.